Laudo Técnico de Inspeção Predial

SEU CONDOMÍNIO ESTÁ EM DIA COM O LTIP?

Mas o que é esse tal de LTIP?

Qual a responsabilidade do síndico?

A responsabilidade do síndico vai muito além de cuidar da organização do condomínio e manter a boa relação entre os condôminos.

O síndico responde civil e criminalmente pelos atos ou omissões no exercício do cargo. E a LTIP faz parte destes temas.

É a pessoa que deve ficar muito atento à manutenção dos elevadores, sistema de combate ao incêndio, central de gás e também na manutenção e preservação da edificação.


O QUE VOCÊ VAI VER NESSE CONTEÚDO?

➡ O que é e porque é necessário o LTIP no seu condomínio?

➡ Qual a responsabilidade do síndico nesse assunto?

➡ Como saber se seu condomínio está em dia?


Agora vamos esclarecer o que é esse tal Laudo Técnico de Inspeção Predial (LTIP).

Quer entender como esse laudo é importante para segurança do seu condomínio?

Sim? Então vamos juntos!


O que é e porque é necessário o LTIP no seu condomínio?

O Laudo Técnico de Inspeção Predial (LTIP) é um documento elaborado por um profissional habilitado que visa atestar as condições de segurança e estabilidade das edificações. É importante porque verifica as condições de manutenção de conservação e identifica os problemas existentes, listando as prioridades para resolvê-las.

Com o apoio desse laudo, o síndico pode ter uma visão geral da situação da edificação, se existem problemas graves e o profissional já orienta como devem ser corrigidos.

Ele é exigido pelos municípios para atestar a regularidade estrutural dos condomínios, em Porto Alegre há uma obrigatoriedade baseada na Lei Complementar 806/2016. Deve ser renovado a cada 5 anos.


Qual a responsabilidade do Síndico?

1️⃣ Estar com a inspeção predial “em dia” para prevenir surpresas desagradáveis, bem como atende às exigências do município.

2️⃣ O síndico deve assinar o formulário padrão do LTIP juntamente com o responsável técnico que será um profissional habilitado pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul (Crea-RS) ou pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio Grande do Sul (CAU-RS).

3️⃣ Os condomínios que optarem por não realizar vistoria periódica e não gerar o Laudo Técnico de Inspeção Predial estarão sujeitos à multas e demais penalidades, conforme a legislação de cada município.

E o mais grave disso é que se houver algum acidente por falta de manutenção predial, como por exemplo a queda de uma marquise sobre um veículo ou pior sobre alguma pessoa, quem responde pela omissão é o síndico, civil e criminalmente.


Palavra do Engenheiro

O Engenheiro Civil Sérgio Luiz Calegari, especialista em patologia de edificações há 20 anos, explica que geralmente, os condomínios solicitam o LTIP para simplesmente atender a demanda legal.

Mas tal laudo pode ser muito mais útil ao condomínio do que se imagina, pois alerta sobre situações de risco e pode evitar danos financeiros ao condomínio. “É o caso, que já ocorreu, em que foi solicitado o LTIP exclusivamente pela demanda legal, mas durante as vistorias e sua elaboração, houve a verificação de falha na vedação e impermeabilização dos reservatórios, já com início de vazamentos, podendo ter ocorrido, no mínimo prejuízo pelo consumo, ou danos patrimoniais extensos”, nos relatou Calegari.


Então, seu condomínio está em dia?

Cada município possui sua legislação própria e suas exigências a respeito da Inspeção Predial. Fique atento!

Tem alguma dúvida ou sugestão de publicação?

Tua dúvida também pode ser a nossa, encaminha para nós.

Equipe de Marketing Comerlato.


Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *